Curto muito Ben Harper e tenho a canção Diamonds on the inside como uma pérola de suas composições. Um colar onde cada frase representa uma pedrinha que me deixa viajando, relembrando, projetando…

Ocorre que algumas vezes essas preciosidades são tão bem guardadas em nós, que temos dificuldades em encontrá-las quando a concha está fechada.

Dias atrás, tropecei nesta música e não demorou muito pra que percebesse o coração e a memória surfando sobre ondas de pensamentos. Respirei fundo pra não me afogar neles…

Agora, terminando as férias com os pés no asfalto, vi que ainda tem um mar de almejar aqui dentro.

Por mais que seja expressa, eu sigo sem pressa.

Aliás, vou indo nessa…

Mergulhe na preciosidade da superfície. Nade no caminhar e ande no fundo do mar. Por mais raso que pareça, continue cavando…