Por estar leve, precisava escrever algo. Semanas doando escutas em vias fraternas e da própria labuta, via a vida pesada de tantos. Percebia como alguns destes vêm tentando fazer pra conseguirem alcançar aquilo que gostariam de ter – ou mesmo ser:

Preocupações permeiam com perspicácia o pensamento de pessoas. Duras definições dirigem diretamente decisões. Fábulas facilitam a falsificação e formulam felicidades. Genéricas? Glamourosas! Garantem o granulado. Do belo bolo de brilho blindado. Com capas de castanha e corpos de cereja. Insossa inconstância insiste inspirando…

Dramáticos dilemas desconexos e diabéticos! Adoçam amargamente a alegria adotada. Sutilmente, suprimem o sabor de ser. Vasto veneno vulgar na veia. Teia do tédio traumatiza tentativas. O habitat humanístico horroriza!

Posso Dialogar Fedido, pois, Pilares Diabólicos Fecundam… Parecem Dramatizações Ferozes! Padecem os Distantes Forasteiros… Precisam de D_ _ _  os Finitos?

Na Pista, o Disco Furado arranhado pela agulha da fagulha, grita repetidas vezes que não roda essa história de ser deus de si mesmo.

Preciso e Dependo da Força máxima da vida…

pdf