Como benefício secundário, praticar a solicitude silenciosa permite que durmamos menos e nos sintamos mais cheios de energia. A energia despendida na busca pela felicidade ilusória agora está disponível para ser concentrada no que de fato importa: amor, amizade e intimidade com Deus.

Estás a sós com o Só transporta-nos daquilo que John Henry Newman denominou conhecimento racional ou nocional para o conhecimento real. Aquele significa que conheço algo de forma que posso não saber determinada coisa, mas de qualquer forma, ajo com base nela. No silêncio solitário, ouvimos com grande atenção a voz que nos chama de “amados”. Deus se comunica com os níveis mais profundos de nossa alma, chegando ao ódio que sentimos por nós mesmos e a nossa vergonha, nosso narcisismo, e nos conduz através da noite para a luz de sua verdade.

Busquem o Senhor enquanto 
é possível achá-lo;
clamem por ele
enquanto está perto.
Isaías 55.6 

* Texto extraído do Livro “Meditações para Maltrapilhos”, de Brennan Manning – (Desfrutando as leituras de um presente que ganhei).