A miopia agravou um pouco. Foi necessário ajustar minhas lentes. Enquanto subia a rua e pelo fato de estar com os óculos novos, conseguia observar aquelas formigas trabalhando…

No meio da ladeira, uma inteira sensação resultou meus pensamentos a equacionarem que a estatura, o status (quo), o ego e os itens materiais que quantificam – não são somatórios em determinados modos de vida. Sim, “determinados”, porque escolhemos viver assim: apenas para personalizar nossas próprias satisfações. Parece redundante? Mas é um círculo não vicioso, embora seja completamente alienante.

Ilusória sensação de liberdade configura uma simultânea realidade e ofusca a Verdade.

Nesta tarde:

A grandeza das formigas me ensinou o quanto sou pequeno quando só penso em mim…

Bem… Está ficando tarde. É passada a hora de seguir! Vou indo…