Passos obscurecidos na cidade das luminárias,

Carrega aquilo que nem os radares detectam,

Desconhecidos entre as situações diárias,

Semelhante às filas de bancos, nunca cessa.

 

Para alguns, é um fenômeno moderno.

Outros pensam ser coisa do destino eterno.

Falta ternura à elegância do homem de terno

Aparência expressa apenas o externo…

 

Ilusória sensação de adesão ao real

Facetas financiam a fábula que degrada

O progresso do crescimento desigual

A modernização linear muito retarda…

 

Quando irá passar de seu para nosso?

Somo os tantos outros ou finjo subtraí-los?

Um poço profundo estimula que posso…

Mas, por qual motivo conseguirei reuni-los?

 

23h40