O Bloqueio cúbico de

Cíclicos empecilhos

De (as)simétricas relações,

entre indivíduos.

Contemporânea Babel, de

Dialetos incompreensivos

Cotidiano cruel, de

Humanos (in)ofensivos.

O eco é silenciado

Pelos gritos que se calam,

Enquanto o ego é inflado

Por materiais que se acabam.

Com dados e dardos,

Estatísticas e pontaria,

Quem contagia o coração

Que a sociedade contamina?

Quem decide a razão

Contra-cultura ou Hegemonia?

A Moral possui valores

Reais ou monetários?

Afinal, somos destas,

Receptores ou desntinatários?