Nos dias 11 e 12 de janeiro (segundo e terceiro dia) do Curso de Verão ano XXIII – realizado na PUC – SP, a Deputada Federal Luíza Erundina abordou uma discussão sobre políticas públicas, direitos sociais e o papel do Estado. Panoramas para uma plataforma de reforma política e participação popular, que fomentou o desejo de justiça – junto à apresentação e suas experiências compartilhadas.
Entre diversos tópicos abordados, Erundina afirmou a importância da participação da sociedade civil acerca das questões políticas, sendo o poder popular a fonte da democracia participativa.
A cada tópico apresentado – e muito bem contextualizado, as quase 500 pessoas presentes, pareciam corresponder com as palmas e toda a energia que havia no Teatro Tuca.

“O Estado ainda possui ações assistencialistas e paternalistas. Portanto, verticalizadas e que, focam apenas o indivíduo” – Disse Erundina. No entanto, não é válvula de escape, mas, sim de solução. É importante repensar a função do Estado. Acaso, não seria este o sentido de “coisa pública?”

Além disso, trouxe à tona, o fato dos meios de comunicação, quando concentrados apenas a uma determinada classe, os tais servirão somente para a utilização daqueles que os possuem; e as informações transmitidas, estarão sob o controle ou interesse dos mesmos.

É necessário a organização “antenada” da sociedade civil para que assim, o poder popular esteja em “sintonia” com o Estado e assim esta “freqüência” esteja conectada com as demandas da população…