O Céu está em festa! Com certeza o aniversariante é muito querido por lá!Deus estava muito ocupado com toda a decoração e enquanto limpava alguns enfeites, ao mesmo tempo, separava uma lista com os preparativos para o banquete de mais tarde…

Desde cedo, o Arcanjo Miguel discutia com o Anjo Gabriel que neste ano, queria de qualquer forma montar um presépio. Durante horas ficaram escolhendo um melhor lugar para montá-lo; até que chegaram a um acordo de colocar as peças na entrada principal.

Durante o amigo secreto, Pedro gritou bem alto revelando e manifestando sua dúvida. Não sabia quem correspondia ao nome escrito no papelzinho – pois não tinha sobrenome. Se o José que havia tirado, era aquele que viveu no Egito ou José o Carpinteiro. Então, Tomé ficou encarregado de fazer uma nova lista. Desta vez, que possuísse os nomes e sobrenomes de todos e todas.

Rute, Raabe e Priscila riam constantemente enquanto preparavam as saladas da ceia. Sabiam do gosto de Deus pelo colorido e diversificaram com uma infinidade de legumes que chamavam a atenção de todos que estavam ao redor. Tamanha a beleza e o cheiro de Azeite de Oliva, do Vinagre Balsâmico e das Especiarias naqueles pratos, que Zaqueu quase caiu da escada na tentativa de amarrar uma faixa. Depois do susto, afirmou ter perdido a atenção pelo excesso de cores naquelas bandejas. Aproveitando da situação, afogou um punhado de alface naqueles molhos e escalou os degraus novamente, para desamarrar a faixa que ficara de cabeça para baixo.

No ensaio da banda, Davi se encontrava deslumbrado com a sonoridade suave expressada em cada acorde que soava nas harpas dos anjos. Parava o seu instrumento com freqüência dizendo desconcentrar-se por tamanha perfeição na celeste harmonia. Os anjos sorriam e o aconselhavam a aplicar o coração ao som de cada nota.

Sentados numa rocha há horas, Salomão e Paulo tomavam um suco de laranja, enquanto filosofavam sobre questões como a dádiva da vida, o valor do tempo e se há dívida na Graça…
Jesus e Noé estavam à procura de material para fazer uma mesa maior. Ao invés de madeira, ambos decidiram utilizar ferro pelo fato de todas as árvores estarem frutíferas. Assim, não as derrubaria apenas para a confecção de uma mesa. Então, seguiram adiante para uma oficina onde alguns metais e ferramentas ficavam guardados.
Como a Trindade é perfeita em Essência e se encontra presente em todos os lugares, o Espírito Santo Intercedia com gemidos inexprimíveis e filtrava a arrogância, a insensibilidade e até mesmo o egocentrismo presente nos humanos. De um modo que a sua tristeza não foi ofuscada – incomodando o Pai e o Filho que compartilharam a situação do contraste entre o Céu e Terra em relação aos preparativos para a comemoração do Natal. Se uma ambiência é contagiante, a outra situação é contaminante…

CONTINUA (no Post Acima)