neamocas2

É difícil olhar casas amontoadas, Edifícios enfileirados e imaginar que antes eram moradas de palhas, e varas de bambu, que costumes culturais foram adulterados por valores hegemônicos dominantes, onde por um pouco, continuaria sem compreender minhas origens… E também o dia do Índio!

Num projeto da FUNAI ocorrido no ano passado, familiares puderam receber em São Paulo, parentes indígenas, que ainda vivem em tribos…
Recebemos então, um primo – o Fábio e o Tio Davi.
Da cidade de Pau-brasil, da Aldeia Caramuru, encontram-se as raízes de minha história – materna, e acontecimentos que gravei na memória.

Numa das grandes descobertas vividas, pude aprender um pouco mais de mim, apreendendo o que me diziam sobre os costumes, suas lutas, seu modo de vida…

Outra grande identificação notável e instantânea, assim que iniciei a conversa com meu primo-Índio Fábio, foi que ambos amam escrever, e tentam extrair as poesias contidas na “caminhada figurada da vida” – Independente do Cenário [sub]Urbano ou no Campo.

Fiquei muito feliz por isso! Tive a oportunidade de ler alguns de seus textos e poemas, e lembro-me que em alguns deles, questionava a idéia de que muitos de nós “cristãos” pregamos um paraíso, sendo que já o ganhamos de Deus, e hoje destruímos…

Ouvi sobre as lutas que são contínuas por lá, também num contexto Capital X Trabalho, onde nas palavras do próprio Fábio que me disse assim:
– ”O homem branco” quer tomar nossas terras, que antes eram de todos, e estão “privatizando” e desmatando” (…)

Saber também, que participam dos fóruns, e são ativos nos movimentos sociais de lá, me despertou e motivou…

“Marcante” também, foi a pintura indígena que ganhei no meu braço, Não parava de olhar aqueles traços tradicionais… Que me inspiraram para querer saber cada vez mais, de meus ancestrais, e de minha vó (Materna)…
Por que alguém resolveu vir pra cá?

Quero trocar Casa por Oca…
Quero trocar o Rock por Toré…
Quero Enraizar-me e não Digitalizar-me…
Quero viver o Deus que Criou o Céus e a Terra,
e não a “máquina abençoadora” que a igreja prega,
Quero misturar um pouco de tudo isso…
Num ritual humano + Crístico + Nativo:
que resultará em VinINDIOus! (15/06/08)